segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

A Internacional. Hino oficial do Partido Socialista (actual e no governo).

A letra oficial do Hino oficial e actual do Partido Socialista Português é a seguinte:

A pé, ó vítimas da fome
Não mais, não mais a servidão

Que já não há força que dome
A força da nossa razão
Pedra a pedra, rua o passado
A pé, trabalhadores irmãos!
Que o mundo vai ser transformado
Por nossas mãos, por nossas mãos

Bem unidos façamos,
Nesta luta final,

Uma terra sem amos
A Internacional
Bem unidos façamos,
Nesta luta final,
Uma terra sem amos
A Internacional

Não mais, não mais o tempo imundo
Em que se é o que se tem

Não mais o rico todo o mundo
E o pobre menos que ninguém
Nunca mais o ser feito de haveres
Enquanto os seres são desfeitos
Não mais direitos sem deveres
Não mais deveres sem direitos

Já fomos Grécia e fomos Roma
Tudo fizemos, nada temos

Só a pobreza que é a soma
Dessa riqueza que fizemos
Nunca mais no campo de batalha
Irmãos se voltem contra irmãos
Não mais suor de quem trabalha
Floresça em fruto noutras mãos

Bem unidos façamos,
Nesta luta final,

Uma terra sem amos
A Internacional
Bem unidos façamos,
Nesta luta final,
Uma terra sem amos
A Internacional


O Partido Comunista tem uma versão diferente, mais antiga e, presumo, de origem anarquista.

De pé, ó vitimas da fome!
De pé, famélicos da terra!

Da ideia a chama já consome
A crosta bruta que a soterra.
Cortai o mal bem pelo fundo!
De pé, de pé, não mais senhores!
Se nada somos neste mundo,
Sejamos tudo, oh produtores!

Bem unidos façamos,
Nesta luta final,

Uma terra sem amos
A Internacional
Bem unidos façamos,
Nesta luta final,
Uma terra sem amos
A Internacional

Messias, deus, chefes supremos,
Nada esperamos de nenhum!

Sejamos nós quem conquistemos
A terra mãe livre e comum!
Para não ter protestos vãos,
Para sair desse antro estreito,
Façamos nós por nossas mãos
Tudo o que a nós diz respeito!

(refrão)

Bibliografia: http://pt.wikipedia.org/wiki/A_Internacional

Há ainda outras versões. Teria que se perguntar a Durão Barroso (ex-MRPP) ou Pacheco Pereira (ex-ml) que a cantaram repetidamente e certamente a sabem de cor, depois de tanto uso.

Acho que devemos seguir o conselho do Partido Socialista:

Não mais direitos sem deveres
Não mais deveres sem direitos

5 comentários:

Moriae disse...

Excelente!

Pinto disse...

tb axo excelente!!...

JoniFili disse...

Em http://www.prato.linux.it/~lmasetti/antiwarsongs/canzone.php?id=2003&lang=en pode encontrar a versão do PCTP/MRPP.

Saudações,
JoniFili

Bruno Palma disse...

o PS mutilou a musica original, composta pelo anarquista Pierre Degeyter e adaptada pelo anarco sindicalista Neno Vasco...

TheRedHippieTeenager disse...

ate parece mal o Partido Socialista cantar musicas profundamente de esquerda, quando a maioria do partido é de direita.
a do partido comunista portugues e igual a do PS (era originalmente do PCP o PS tem uns 37 anos apenas).
gostava de ver o socrates a cantar isto hehehe